Português  English  Español  Italiano  Français  Deutsch
Português  English  Español  Italiano  Français  Deutsch

Ditadura Maduro investiga aliados de Guaidó por corrupção

Tarciso Morais
Tarciso Morais
Fundador e editor-chefe da RENOVA Mídia
Ditadura Maduro investiga aliados de Guaidó por corrupção

Os representantes de Guaidó na Colômbia são acusados de desviarem doações destinadas a ajudar venezuelanos.

O Ministério Público da Venezuela anunciou, nesta terça-feira (18), a abertura de uma investigação por suspeita de corrupção contra dois aliados do presidente interino Juan Guaidó.

Designados por Guaidó para administrar os fundos destinados aos refugiados venezuelanos em situação precária, Rossana Edith Barrera Castillo e Kevin Javier Rojas Peñaloza são acusados pelo procurador-geral venezuelano, Tarek William Saab, de terem se apropriado deste dinheiro.

“Guaidó é o mentor desta rede. Ele dirigiu pessoalmente a máfia de corrupção, uma vez que de maneira discricionária nomeou os cidadãos que desviaram os fundos e os usaram de maneira vergonhosa”, acusou Saab, um dos principais aliados do ditador Nicolás Maduro.

O procurador-geral disse que Castillo e Peñaloza são suspeitos de terem desvio de dinheiro para contas pessoais e que serão acusados de “legitimação de capitais, corrupção e associação para cometer delitos”.

“Essas pessoas falsificaram faturas para supostos pagamentos de hotéis onde se alojavam venezuelanos. Além disso, inflacionaram os números de alegados militares desertores que se encontravam em Cúcuta para justificar o desperdício de dinheiro”, acrescentou o procurador, segundo o site UOL.

Compartilhe

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no telegram
Compartilhar no reddit
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email