PUBLICIDADE. ANUNCIE AQUI!

Ditadura Ortega: estudante detalha tortura sofrida na Nicarágua

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
Compartilhar no email

“Dois agentes me levaram a uma espécie de porão”, diz estudante torturada.

PUBLICIDADE. ANUNCIE AQUI!

Um relatório foi divulgado, nesta terça-feira (22), com casos de detenções arbitrárias, agressões sexuais, torturas e outras violações dos direitos humanos na Nicarágua entre abril e junho deste ano.

Os meses analisados coincidem com uma nova ofensiva da repressão da ditadura de Daniel Ortega contra civis e opositores políticos.

Entre os casos documentados no relatório da Human Rights Watch está o da estudante Valeska Sandoval, de 22 anos, que foi torturada por membros do regime Ortega.

Durante os protestos de 2018, Sandoval se entrincheirou no campus da Universidade Nacional Autônoma da Nicarágua (UNAM), onde foi atacada por homens armados que invadiram o local para expulsar os amotinados. 

Em seguida, Sandoval procurou refúgio nos Estados Unidos, mas seu pedido de asilo foi negado pelo governo americano. 

De volta à Nicarágua, em abril deste ano, a estudante foi obrigada a entrar num veículo policial e levada à penitenciária de El Chipote, em Manágua.

O local é apontado como um dos principais centros de torturas do regime da Nicarágua. 

Valeska Sandoval, de 22 anos. | Foto: ESTEBAN FELIX / AP

Em depoimento à ONG, Sandoval detalhou como foi torturada:

“Dois agentes me levaram a uma espécie de porão e amarraram minhas mãos no teto com um cabo, obrigando-me a ficar parada com as mãos sobre a minha cabeça.”

Um torturador perguntava constantemente à estudante o que ela havia dito nos EUA.

Após ser esbofeteada, atingida por socos na barriga, Sandoval foi levada até um tanque com água. Ela continuou seu relato:

“Mergulharam a minha cabeça na água reiteradamente ao longo de 20 minutos.”

De acordo com o depoimento da estudante, quando a liberaram, os oficiais advertiram: 

“Da próxima vez que virmos você, vamos matá-la..”

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE. ANUNCIE AQUI!

TÓPICOS

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
Compartilhar no email
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE. ANUNCIE AQUI!
PUBLICIDADE. ANUNCIE AQUI!

Encontrou um erro?

Para comunicar um erro de português, de informação ou técnico, preencha o formulário abaixo.