- PUBLICIDADE -

Documentos mostram depósitos em conta na Suíça gerida por filha de Serra

- PUBLICIDADE -

A Procuradoria Geral da República (PGR) anexou documentos enviados ao Brasil por autoridades suíças ao inquérito que investiga supostos pagamentos feitos pela Odebrecht para o senador José Serra (PSDB).

Segundo as investigações, o dinheiro seria usado em campanhas do tucano.

Os documentos mostram que uma empresa já mencionada pela Odebrecht como repassadora de propina fez repasses de 400 mil euros a uma conta na Suíça que tinha, entre seus administradores, Verônica Serra, filha do senador.

Em nota, o senador José Serra afirmou que rejeita a possibilidade de haver qualquer ilegalidade envolvendo o nome de sua filha e reafirmou que jamais recebeu nenhum tipo de vantagem indevida ao longo de sua vida pública.

 

Adaptado da fonte O Globo
PUBLICIDADE
- PUBLICIDADE -

TÓPICOS

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
- PUBLICIDADE -
- PUBLICIDADE -
- PUBLICIDADE -