Português  English  Español  Italiano  Français  Deutsch
Português  English  Español  Italiano  Français  Deutsch

Dodge aceitaria continuar na PGR caso Bolsonaro a indique

Tarciso Morais
Tarciso Morais
Fundador e editor-chefe da RENOVA Mídia
Dodge aceitaria continuar na PGR caso Bolsonaro a indique

Dodge já anunciou que não concorrerá à reeleição, mas teria uma posição tranquila se Bolsonaro a indicasse.

A procuradora-geral da República, Raquel Dodge, está disposta a continuar no cargo caso seja um desejo do presidente da República, Jair Bolsonaro.

Raquel já anunciou que não se candidatará à reeleição, mas explicou no último sábado (18) a jornalistas que se fosse indicada por Bolsonaro, teria uma posição “bastante tranquila”.

“Continuo a serviço da minha instituição e do meu País”, afirmou Dodge, segundo o portal R7.

O momento atual, segundo ela, é a de respeitar a decisão que será tomada e que, de acordo com Raquel, seja boa para o Brasil.

Indicada para o cargo em 2017 pelo então presidente Michel Temer, Dodge poderá ser reconduzida para um novo mandato de dois anos caso seja escolhida por Bolsonaro.

Deputados do Centrão defendem que Dodge continue no cargo e temem um possível nome “linha-dura” de Bolsonaro, como noticiou a RENOVA.

Compartilhe

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no telegram
Compartilhar no reddit
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email