Português   English   Español

Dodge defende Moro e se manifesta contra habeas corpus de Lula

A procuradora-geral da República, Raquel Dodge, enviou nesta quinta-feira (29) ao STF (Supremo Tribunal Federal) um parecer contra o pedido de habeas corpus feito pela defesa de Lula.

O caso será julgado na próxima terça-feira (4) pela 2ª Turma do Supremo, comandada pelo ministro Ricardo Lewandowski.

Para Raquel Dodge, a argumentação da defesa de Lula são “ilações infundadas”, informa o Poder360.

A procuradora-geral declarou:

Quando proferiu a sentença acima mencionada [o caso do tríplex], por óbvio, Sérgio Moro não poderia imaginar que, mais de 1 ano depois, seria chamado para ser ministro da Justiça do presidente eleito.

De acordo com Dodge, desde que passou a ser processado, Lula “vem insistentemente” defendendo ser vítima de perseguição política. No entanto, os argumentos sobre a suspeição de Sergio Moro já foram julgados por mais de uma instância da Justiça e foram rejeitados.

Dodge afirmou:

Foram conferidas a Luiz Inácio Lula da Silva todas as oportunidades previstas no ordenamento jurídico nacional para impugnar as decisões proferidas em seu desfavor, tendo todas as instâncias do Poder Judiciário nacional rejeitado as teses defensivas por ele aviadas.

O ex-presidente está preso desde 7 de abril na Superintendência da Polícia Federal em Curitiba, após ser condenado a 12 anos e 1 mês de prisão pelos crimes de corrupção passiva e lavagem de dinheiro, no caso do tríplex do Guarujá.

Deixe seu comentário...

Veja também...

Newsletter Renova!

Preencha o formulário para assinar nossa newsletter.

Nome Email
newsletter