- PUBLICIDADE -

Dodge não vê risco para Lava Jato na decisão do STF

Dodge não vê risco para Lava Jato na decisão do STF

- PUBLICIDADE -

PGR não enxerga neste momento o risco de anulação de decisões da Lava Jato com o julgamento em andamento no STF.

A procuradora-geral da República, Raquel Dodge, não vê risco à Lava Jato se o Supremo Tribunal Federal (STF) decidir que casos de corrupção e lavagem de dinheiro, quando relacionados a caixa 2, devem ser processados na justiça eleitoral.

Antes da retomada do julgamento nesta quinta-feira (14), Dodge afirmou:

“Eu não vejo esse risco nesse momento. mas é preciso avaliar tudo isso com muito cuidado e manter o foco. Não perderemos o foco contra a corrupção e contra a impunidade no país.”

Dodge disse que respeitará a decisão tomada pelo STF e, segundo o jornalista Fausto Macedo, acrescentou:

“Eu espero que a decisão de hoje seja nesta linha que defendi. Se não for, a minha instituição e eu também respeitarei essa decisão, mas é preciso é preciso também reorganizar as forças instituições com os instrumentos jurídicos que temos para continuar enfrentando o crime organizado, corrupção e lavagem de dinheiro. Esta é uma prioridade permanente da nossa instituição, e qualquer que seja o resultado continuaremos firmes nesse propósito.”

O comentário de Dodge vem um tom abaixo do discurso de membros da Força-Tarefa da Operação Lava Jato no Paraná, que tem apontado uma derrota no julgamento como algo catastrófico.

Inclusive, na quarta-feira (13), como você viu na RENOVA, a Associação Nacional de Procuradores da República (ANPR) publicou uma nota criticando o “excesso” da procuradora-geral ao apresentar uma ação contra o acordo assinado entre a Tarefa da Lava Jato no Paraná e a Petrobrás.

PUBLICIDADE

- PUBLICIDADE -

TÓPICOS
COMPARTILHE
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit

- PUBLICIDADE -

- PUBLICIDADE -

- PUBLICIDADE -