Português  English  Español  Italiano  Français  Deutsch
Português  English  Español  Italiano  Français  Deutsch

Dois jornalistas assassinados em Maricá, no Rio de Janeiro

O assassinato de Silva Barros, no último dia 18 de junho, é o segundo de um jornalista da cidade fluminense em menos de um mês.

O diretor de um portal de notícias de Maricá, município na Região Metropolitana do Rio de Janeiro, foi assassinado na noite do dia 18 de junho. Romário da Silva Barros tinha 31 anos e estava dentro de seu carro quando foi atingido por três tiros.

Segundo a polícia, a morte do jornalista pode ter sido encomendada, conforme reportou o jornal O Dia.

No dia 25 de maio, Robson Giorno, dono do jornal online O Maricá, foi morto com três tiros em frente à sua casa.

A polícia já sabe que dois homens participaram da execução de Silva Barros. Imagens de câmeras de vigilância mostram os dois se aproximando do veículo onde estava o jornalista.

A prefeitura de Maricá classificou o crime como um “atentado à liberdade de expressão”.

O prefeito Fabiano Horta disse que “é inaceitável que em menos de um mês a cidade esteja passando pela segunda morte de um jornalista”, também na rede social.

O vereador Richard Alter Seal classificou o assassinato como um “crime de ódio e de cerceamento à liberdade de imprensa”.

.

Adaptado do site Knight Center pelo colunista Walter Barreto

Compartilhe

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no telegram
Compartilhar no reddit
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email