Doleiro gravou 74 chamadas do operador do PT

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
Compartilhar no email

Chaim chegou a ser preso em novembro de 2018 acusado de receber R$ 2,9 milhões da OAS. Ele foi solto em dezembro após pagar fiança de R$ 60 mil.

O doleiro da Odebrecht, Álvaro José Novis, gravou 74 chamadas do operador do Partido dos Trabalhadores (PT), William Ali Chaim, para combinar o pagamento de propinas.

Chaim, de 55 anos, é apontado como operador das entregas de dinheiro ilícito de empreiteiras a marqueteiros do PT.

Ele foi gravado 74 vezes em conversas com funcionários do doleiro que coordenaram os pagamentos de propina e caixa 2 da Odebrecht em São Paulo, entre 2014 e 2015.

Segundo registros da transportadora de valores que entregava os pacotes de dinheiro nos imóveis, Chaim recebeu ao menos R$ 22 milhões em um período de oito meses.

Segundo a marqueteira Mônica Moura, Chaim foi indicado para receber o dinheiro em seu nome pelo ex-tesoureiro do PT João Vaccari Neto, que está preso pela Lava Jato em Curitiba, e ficava com cerca de 3% dos pagamentos como comissão, informa o Estadão.

TÓPICOS

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
Compartilhar no email

Newsletter

Receba as principais notícias do dia, assine nossa newsletter gratuita.