Donald Trump indicará um novo juiz da Suprema Corte

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, tem nas mãos a capacidade de escolher outro nome para a Suprema Corte.

A Suprema Corte dos Estados Unidos anunciou nesta quarta-feira (27) que um de seus nove juízes, Anthony Kennedy, vai se aposentar a partir de 31 de julho, dando ao presidente Donald Trump a possibilidade de indicar um novo magistrado para a corte.

Kennedy, de 81 anos, que tinha sido nomeado para a Suprema Corte por Ronald Reagan em 1988, é considerado um juiz conservador, embora em temas sociais costumasse acompanhar o voto dos magistrados progressistas.

Em uma curta nota oficial, o escritório de Kennedy assegurou que o juiz tomou a decisão pelo interesse de passar mais tempo com sua família e que o magistrado manterá uma “relação calorosa” com seus ex-colegas de tribunal.

O juiz destacou em nota:

Foi uma grande honra e um privilégio servir ao meu país no sistema judicial durante 43 anos, 30 deles na Suprema Corte.

Instantes depois de saber da aposentadoria de Kennedy, Trump disse que se tratava de um “grande juiz da Suprema Corte”, e acrescentou que a busca de um magistrado substituto começaria “imediatamente”.

‘Espero que possamos escolher alguém que seja igualmente magnífico’, afirmou o presidente no Salão Oval da Casa Branca.

Trump relatou que na quarta-feira Kennedy o visitou na Casa Branca e comunicou sua decisão.

A saída de cena de Kennedy deixa aberta a Trump a possibilidade de cumprir com sua promessa de campanha de indicar para a Suprema Corte juízes de clara orientação conservadora, convencido de que muitos dos males que o país atravessa atualmente são consequência da presença de juízes progressistas neste tribunal.

 

Com informações de BOL
Tarciso Morais
Tarciso Morais
Fundador e editor-chefe da RENOVA Mídia