Português  English  Español  Italiano  Français  Deutsch
Português  English  Español  Italiano  Français  Deutsch

Dono do PSG acusado formalmente por crime de corrupção na França

Tarciso Morais
Tarciso Morais
Fundador e editor-chefe da RENOVA Mídia
Dono do PSG acusado formalmente por crime de corrupção na França

Os pagamentos de suborno foram descobertos durante as investigações do escândalo de doping de atletas da Rússia.

Nasser Al-Khelaifi, presidente do clube francês Paris Saint-Germain, passou a ser considerado acusado por crime de corrupção.

Eles é alvo de uma investigação que apura possíveis irregularidades na candidatura de Doha, no Catar, para ser sede do Campeonato Mundial de Atletismo, realizado em 2017.

De acordo com a agência EFE, Al-Khelaifi teria sido o responsável por pagar US$ 3,5 milhões ao então presidente da Federação Internacional de Atletismo (IAAF), o senegalês Lamine Diack.

Além de mandatário pelo Paris Saint-Germain, Al-Khelaifi também é o responsável máximo pela Qatar Sports Investment (QSI), braço esportivo do fundo criado pelo governo catariano para investir em diversos projetos espalhados pelo mundo.

Esta é a segunda vez que Al-Khelaifi é acusado de envolvimento com corrupção. Em 2017, o dirigente foi alvo de uma denúncia na Justiça da Suíça por irregularidades na concessão dos direitos de transmissão na Ásia das Copas do Mundo de 2026 e 2030.

Compartilhe

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no telegram
Compartilhar no reddit
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email