Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch
Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch

Dono do Twitter nega perseguição contra conservadores

Tarciso Morais

Tarciso Morais

COMPARTILHE

O Twitter não opera com base em “ideologia política”, afirmou seu CEO, Jack Dorsey, nesta quarta-feira (5), em uma declaração no Congresso americano, rejeitando acusações de que a rede social é tendenciosa contra os conservadores.

Em audiência no Comitê de Inteligência do Senado americano, Jack Dorsey declarou:

O Twitter não utiliza ideologia política na forma como toma as decisões, seja em relação com a classificação do conteúdo do nosso serviço, ou em como aplicamos nossas normas.

Segundo o empresário, o Twitter estava “pouco preparado e mal equipado” para as imensas campanhas de manipulação que afetaram as redes sociais nos últimos anos.

Dorsey compareceu à audiência sobre as acusações de ingerência estrangeira nas campanhas eleitorais, por meio das redes sociais, e afirmou que a plataforma foi pensada para ser uma “praça pública”, mas que não foi capaz de administrar os “abusos, o assédio, os exércitos de ‘trolls’, a propaganda dos robôs”.

Ao mesmo tempo em que rejeita a acusação de que a rede social apresenta comportamento abusivo contra usuários conversadores, Jack Dorsey confirmou, dias atrás, que a maior parte dos seus funcionários possuem um viés esquerdista.

Com informações do Correio Braziliense

- PUBLICIDADE -
TÓPICOS
COMPARTILHE
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram