Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch
Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch
- PUBLICIDADE -

Doria, Amoêdo e Paschoal seguem criticando protestos populares

Tarciso Morais

Tarciso Morais

Doria, Amoêdo e Paschoal seguem criticando protestos populares
Foto Janaina: Divulgação/Câmara Foto Amoedo: ALEXANDRE BATTIBUGLI/Estúdio ABC Foto Doria: Reprodução/GP1
COMPARTILHE

Os três, que criticaram os protestos convocados no dia 26 de maio de 2019, também estão atacando os atos de 15 de março.

O governador de São Paulo, João Doria, o presidente do partido Novo, João Amoêdo, e a deputada estadual Janaina Paschoal têm algo em comum: críticas aos protestos populares convocados pelas redes sociais.

Em maio do ano passado, os três teceram críticas contra as manifestações a favor das reformas e das medidas propostas pelo governo Jair Bolsonaro.

“Não vejo necessidade dessa manifestação. Respeito a manifestação, mas não vejo necessidade”, disse Doria em 21 de maio de 2019.

“Não vivemos uma escalada de autoritarismo, vivemos numa democracia e o regime democrático prevê respeito pelos poderes”, afirmou Doria, dias atrás, ao comentar sobre os protestos agendados para o 15 de abril de 2020.

Amoêdo, líder do partido Novo, também permanece criticando a convocação de manifestações.

“Não participarei das manifestações. O movimento marcado para o dia 26 tem pautas difusas”, disse Amoêdo em 22 de maio de 2019.

“O vídeo repassado pelo ex-deputado federal por 28 anos, e agora presidente, prega o ataque às instituições e o fortalecimento de um ‘mito'”, disse Amoêdo, nesta quarta-feira (26), em mensagem no Twitter.

Já a deputada Janaina Paschoal segue firme com as críticas aos protestos a favor do presidente Bolsonaro.

“Pelo amor de Deus, parem as convocações! Essas pessoas precisam de um choque de realidade”, disse Paschoal em 19 de maio de 2019.

“Com toda sua liderança, ele pode pedir o cancelamento, para evitar a contaminação pelo novo coronavírus”, clamou a parlamentar, nesta quarta, ao pedir o cancelamento dos atos do dia 15 de março.

- PUBLICIDADE -
Error: Embedded data could not be displayed.
TÓPICOS
COMPARTILHE
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no telegram
Compartilhar no reddit
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email
VEJA TAMBÉM
Error: Embedded data could not be displayed.