Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch
Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch

Doria classifica protestos do dia 15 de março como inoportunos

Tarciso Morais

Tarciso Morais

Doria afasta mais 32 policiais envolvidos no caso de Paraisopolis
Imagem: Valter Campanato/Agência Brasil
COMPARTILHE

“Não vivemos uma escalada de autoritarismo, vivemos numa democracia e o regime democrático prevê respeito pelos poderes”, diz Doria.

João Doria (PSDB), governador de São Paulo, classificou, neste domingo (23), de “inoportuna” a convocação de uma manifestação em defesa do presidente da República, Jair Bolsonaro.

A mobilização de apoiadores do chefe do Executivo acontece após o ministro-chefe do Gabinete de Segurança Institucional (GSI), Augusto Heleno, criticar o Congresso Nacional, acusando-o de chantagem.

Doria disse ver com “muita preocupação” a convocação, afirmando ainda que o Brasil não pode viver uma escalada de autoritarismo.

Segundo o site UOL, o governador tucano disse que tem de haver respeito pelos três poderes que governam o Brasil:

“Não vivemos uma escalada de autoritarismo, vivemos numa democracia e o regime democrático prevê respeito pelos poderes, e nós (governadores) representamos o Poder Executivo. Ele (Bolsonaro) tem que representar o que uma República, uma democracia espera de um presidente da República.”

A declaração foi proferido ao lado de ex-assessores da campanha eleitoral de Bolsonaro, o empresário Paulo Marinho e Gustavo Bebiano, filiado ao PSDB para fortalecer o partido no Rio de Janeiro.

- PUBLICIDADE -
TÓPICOS
COMPARTILHE
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram