Drones subaquáticos imitam comportamento de peixes reais

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
Compartilhar no email

Atum inspira cientistas na criação de drones submarinos mais ágeis.

Um grupo de pesquisadores da Universidade de Virgínia, nos Estados Unidos, descobriu como construir drones subaquáticos capazes de alterar o modo como nadam em tempo real. 

Ao invés de operar em velocidade de cruzeiro, estes equipamentos conseguem acelerar ou desacelerar conforme a necessidade, replicando o comportamento de peixes reais.

O primeiro modelo deste drone nadador foi projetado pelos cientistas com base nas características físicas de um atum.

Primeiro modelo do drone nadador foi inspirado em um atum. | Foto: Reprodução/University of Virginia

A ideia agora é projetar drones que simulem os movimentos dos golfinhos, girinos e, quem sabe, até mesmo robôs que emulem os movimentos suaves das arraias.

O objetivo dos pesquisadores americanos é criar um veículo subaquático que viaje rapidamente por quilômetros no oceano.

Um drone que seja capaz, por exemplo, de diminuir a velocidade para mapear um recife de coral, em seguida acelerar até o local de um derramamento de óleo e, posteriormente, prosseguir de forma mais lenta para realizar as medições necessárias em outras regiões.

As informações foram divulgadas em reportagem publicada pela Universidade da Virgínia.

TÓPICOS

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
Compartilhar no email

Newsletter

Receba as principais notícias do dia, assine nossa newsletter gratuita.