Duterte quer criar esquadrão para matar guerrilheiros comunistas

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
Compartilhar no email

A ameaça do presidente Rodrigo Duterte de criar seu próprio “esquadrão da morte” para assassinar comunistas gerou muitas críticas nas Filipinas.

Membros do Partido Comunista, legisladores, grupos de esquerda e defensores dos direitos humanos criticaram a intenção de Rodrigo Duterte de formar sua própria equipe de matadores de aluguel para combater a guerrilha maoísta do Novo Exército do Povo (NEP).

Em discurso na noite desta terça-feira (27) diante de membros das forças armadas, o presidente das Filipinas declarou:

Poderei ser obrigado a criar a minha própria unidade ‘Sparrow’, o esquadrão da morte de Duterte, para acabar com esses assassinos maoístas.

Duterte fez menção às milícias conhecidas como “Sparrow”, criadas pelo NEP nos tempos da ditadura de Ferdinand Marcos (1965-1986) para matar agentes das forças da ordem.

“Vou buscar pessoas com o mesmo talento para matar”, afirmou o presidente, que alegou que tentou um diálogo de paz com o NEP, mas estes responderam com o assassinato de policiais e militares.

 

Adaptado da fonte EFE

TÓPICOS

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
Compartilhar no email

Newsletter

Receba as principais notícias do dia, assine nossa newsletter gratuita.