Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch
Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch

É arriscado o Estado definir o que é fake news, diz Abraji

Jornalistas presos no Camarões acusados de 'fake news'
COMPARTILHE

“Este episódio demonstra os riscos de […] deixar a cargo do Estado a classificação de uma notícia como falsa”, diz Abraji.

O presidente da Associação Brasileira de Jornalismo Investigativo (Abraji), Marcelo Träsel, criticou, nesta quinta-feira (4), a classificação do jornal Gazeta do Povo como um veículo que divulga notícias falsas por consultores da Comissão Parlamentar Mista de Inquérito (CPMI) das Fake News.

Ao comentar¹ sobre o assunto, Träsel afirmou:

“Este episódio demonstra os riscos de se gravar em lei um conceito de desinformação e deixar a cargo do Estado a classificação de uma notícia como falsa.”

O presidente da Abraji acrescentou: 

“Por sorte, se trata apenas da opinião de consultores legislativos, não de uma sentença judicial. Esperamos que o caso sirva de alerta para os congressistas que pretendem aprovar a toque de caixa, em meio a uma crise sanitária e econômica, leis sobre o tema, sem discussão ampla e tranquila com os jornalistas e com a sociedade.”

Nesta quinta-feira (4), os consultores legislativos da CPMI se desculparam por ter incluído de forma “equivocada” o nome do jornal curitiba na lista de sites propagadores de notícias falsas.

Referências: [1]

PUBLICIDADE

TÓPICOS
COMPARTILHE
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram

Comentários_

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião da RenovaMídia.

Ao comentar você concorda com nossos termos de uso e política de privacidade.

Assinar
Notificar quando
guest
0 Comentários
Feedbacks em linha
Ver todos os comentários

PUBLICIDADE