- PUBLICIDADE -

‘Economias foram dizimadas pelo vírus de Wuhan’, diz Pompeo

Iraque aceita presença de militares dos EUA, diz Pompeo
- PUBLICIDADE -

Enquanto Trump gosta de falar sobre o “vírus chinês”, Pompeo adota o termo “vírus de Wuhan”.

Para o desespero do regime comunista em Pequim, o chanceler dos Estados Unidos, Mike Pompeo, voltou a usar a terminologia “vírus de Wuhan”, nesta quarta-feira (25), ao comentar sobre a nova variante de coronavírus.  

Wuhan é o nome da cidade da China onde o vírus foi detectado pela primeira vez em dezembro de 2019.

O governo Donald Trump acusa o regime chinês de não ter sido transparente no início do surto e de ter deixado a doença se espalhar pelo planeta.

Em uma entrevista coletiva após reunião virtual com seus colegas do G-7 (Alemanha, França, Reino Unido, Itália, Canadá e Japão), Pompeo declarou:

“Queremos desesperadamente trabalhar com todos os países do mundo, incluindo a China, para encontrar soluções para manter o maior número possível de pessoas vivas [e] depois restaurar nossas economias que foram dizimadas pelo vírus de Wuhan.”

E, segundo o portal G1, acrescentou:

“Mas cada uma das nações que estava na reunião desta manhã está profundamente ciente da campanha de desinformação promovida pelo Partido Comunista Chinês para tentar se livrar.”

PUBLICIDADE
- PUBLICIDADE -

TÓPICOS

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
- PUBLICIDADE -
- PUBLICIDADE -
- PUBLICIDADE -