Eduardo Bolsonaro diz que a CNN iniciou a histeria sobre ‘fake news’

Português   English   Español
Eduardo Bolsonaro diz que a CNN iniciou a histeria sobre 'fake news'
TARCISO MORAIS
TARCISO MORAIS
Fundador e editor-chefe da RENOVA Mídia

O deputado federal Eduardo Bolsonaro (PSL-SP) não ficou muito animado com a notícia sobre a chegada da emissora “CNN” no Brasil.

“A CNN foi a responsável pela criação do termo FAKE NEWS. A expressão não veio internet e sim da imprensa”, escreveu o parlamentar do PSL em tuíte nesta terça-feira (15).

Eduardo Bolsonaro achou “estranho” que a CNN está vindo para o Brasil após tantos anos de governos de esquerda, conforme noticiou a RENOVA.

Ele também ressaltou que a empresa norte-americana estaria vindo ao País num momento em que editoriais de esquerda estão demitindo seus jornalistas.

O deputado federal aproveitou para marcar Donald Trump no tuíte e compartilhar um vídeo com um dos múltiplos embates do presidente dos Estados Unidos com jornalistas da “CNN“.

De acordo com informações do escritor e analista político Flavio Morgenstern, em alguns dos seus belíssimos podcasts no site “Senso Incomum“, o famoso termo “fake news” foi criado pela própria grande mídia para justificar a derrota histórica da globalista Hillary Clinton para Donald Trump.

Morgenstern explica:

Sem credibilidade, os grandes e velhos veículos querem se livrar da concorrência que a internet permite: os pequenos sites e mesmo blogs que, com pesquisas de estro próprio, acertam muito mais, explicam muito mais, não usam o vocabulário anódino da censura do politicamente correto e ganham muito mais credibilidade da população.

Assim, se estes sites produzem um conteúdo que a mídia não considera “verdadeiro”, entra em conluio com grandes empresas como o Facebook para impedir que sua narrativa dos fatos seja cotejada, colocada em perspectiva, comparada com outras e, afinal, desacreditada. Assim, qualquer informação que não esteja numa CNN ou New York Times ou numa Rede Globo ou Folha de S. Paulo será marcada como #FakeNews.

“Quando o termo fake news foi popularizado, a ideia era censurar pequenos sites. E agora, que apenas a grande mídia é chamada de fake news?”, acrescenta Morgenstern.

Voltando para a manhã desta terça-feira (15), Eduardo Bolsonaro publicou outro tuíte sobre a futura chegada da “CNN Brasil”.

“Hoje ficamos sabendo de uma notícia na imprensa e corremos p/ internet p/ checar se é verdade”, destacou o deputado, que é um ferrenho defensor do jornalismo independente brasileiro.

SIGA A RENOVA

Compartilhe...

Share on whatsapp
Share on google
Share on pinterest
Share on linkedin
Share on email

Deixe seu comentário...

Veja também...