Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch
Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch

Eduardo Bolsonaro pede informações sobre tráfico em aviões do SUS

Tarciso Morais
Tarciso Morais
Fundador e editor-chefe da RENOVA Mídia
Eduardo Bolsonaro pede informações sobre tráfico em aviões do SUS

Recentemente, o ministro da Saúde denunciou o uso de aviões do governo para prática do tráfico de drogas.

Durante a 313ª Reunião Ordinária do Conselho Nacional de Saúde (CNS), Luiz Henrique Mandetta afirmou que traficantes conseguiram licitações para transportar remédios com o objetivo de usar aeronaves do Ministério da Saúde para tráfico de drogas.

Segundo a RENOVA, Mandetta denunciou:

“Aviões pagos com recursos do SUS, escrito na lataria Ministério da Saúde, com tráfico de drogas dentro. O traficante ganhou a licitação e o SUS é uma excelente maneira de fazer tráfico.”

Em vídeo publicado no microblog Twitter, na manhã desta quinta-feira (14), o deputado federal Eduardo Bolsonaro (PSL-SP) confirmou que fez um requerimento de informações ao Ministério da Saúde para saber como era feito o uso das aeronaves do governo, assim como os contratos pertinentes a estas supostas transferências de medicamentos disfarçada de tráfico de drogas.

O filho do presidente Jair Bolsonaro alertou que este tipo de esquema para contrabando de ilícitos é muito utilizado pelo regime de Nicolás Maduro:

“Para quem não sabe, esta prática é muito recorrente na Venezuela, que é um dos países que o PT sempre apoiou. […] Portanto, eu não ficaria surpreso se nós verificássemos aqui no Brasil que essa prática também ocorria aqui.”

Eduardo completou:

“É nosso trabalho como deputado federal fiscalizar os demais poderes. […] Vamos ver se o PT e os governo anteriores utilizaram aviões oficiais para o tráfico de drogas.”

Confira o vídeo publicado pelo parlamentar do PSL:

Compartilhe

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no telegram
Compartilhar no reddit
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email

Comentários

A RENOVA Mídia não se responsabiliza pelo conteúdo, opiniões e comentários dos visitantes do site. NÃO publique ofensas, discordar não é ofender. Caso encontre algum material com ofensas, denuncie. Lembre-se que ao comentar em nosso portal você concorda com estes Termos de Uso.

Outras Notícias