Português   English   Español

Eduardo Bolsonaro quer tipificar ação do MST como terrorismo

Reeleito com 1,8 milhão de votos em São Paulo – o mais bem votado da história da Câmara -, Eduardo Bolsonaro defendeu a tipificação como terrorismo dos atos do Movimento dos Trabalhadores Sem-Terra (MST).

“Se fosse necessário prender 100 mil pessoas, qual o problema nisso?”, declarou o filho do presidente eleito Jair Bolsonaro.

Eduardo Bolsonaro também disse querer criminalizar o comunismo no País, a exemplo da Polônia, da Ucrânia e da Indonésia.

O deputado federal defende idade mínima para a aposentadoria diferente entre trabalhadores braçais e de escritório. E quer aprovar o projeto Escola Sem Partido, além de propor uma Constituinte exclusiva para a reforma política. Não descarta ser candidato a prefeito ou governador de São Paulo.

Em entrevista ao jornal Estadão, Eduardo falou que almeja criar uma espécie de Foro de São Paulo da direita.

Deixe seu comentário...

Veja também...

Newsletter Renova!

Preencha o formulário para assinar nossa newsletter.

Nome Email
newsletter