Português   English   Español

Eduardo Cunha retoma plano de buscar uma delação premiada

Eduardo Cunha era um dos principais arrecadadores informais de doações para campanhas do PMDB.

O deputado cassado Eduardo Cunha (PMDB-RJ) está preso desde outubro em Curitiba, condenado a 15 anos e quatro meses de detenção pelo ex-juiz Sergio Moro e com sucessivas derrotas em tribunais superiores.

“Eduardo Cunha retomou o novelesco plano de buscar uma delação, preferencialmente com a Polícia Federal”, segundo informações do blog Radar, da revista Veja.

Mas qual o peso de uma delação de Cunha após o estrago causado pelos acordos da Odebrecht e JBS?

“Pode ser o Fim do Mundo 2”, disse o cientista político da Universidade de Brasília David Fleischer, em entrevista ao jornal Gazeta do Povo em abril, numa comparação com a delação da Odebrecht.

Principal articulador do impeachment da ex-presidente Dilma Rousseff (PT), Eduardo Cunha era um dos políticos mais influentes em Brasília até ter suas contas na Suíça reveladas por Júlio Camargo, delator da operação Lava Jato.

Depois de mentir aos colegas na CPI da Petrobras afirmando não possuir contas no exterior, Cunha acabou cassado no final de um processo no Conselho de Ética da Casa.

Deixe seu comentário...

Veja também...

Newsletter Renova!

Preencha o formulário para assinar nossa newsletter.

Nome Email
newsletter