Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch
Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch
- PUBLICIDADE -

Eduardo destaca malefícios do desarmamento na Venezuela

Tarciso Morais

Tarciso Morais

Eduardo destaca consequências do desarmamento na Venezuela
COMPARTILHE

Eduardo acredita que venezuelanos teriam mais chances de se defender do regime Maduro se as pessoas pudessem ter armas.

O deputado Eduardo Bolsonaro (PSL-SP) afirmou nesta quinta-feira (14) que a população da Venezuela está desprotegida desde que houve uma campanha pelo desarmamento no país em 2012.

Para o parlamentar, que é o novo presidente da Comissão de Relações Exteriores da Câmara, os venezuelanos teriam mais chances de se defender da ditadura de Nicolás Maduro se as pessoas pudessem ter armas.

Segundo o Correio Braziliense, Eduardo afirmou:

“Eu preferiria que não tivesse tido o desarmamento porque assim o povo teria uma chance de sobreviver. Hoje eles são massacrados. Toda manifestação que tem, alguém de algum coletivo passa, dá alguns tiros, intimida as pessoas a não saírem nas ruas, elas ficam mais em casa e demonstra-se menos força contra o Maduro. É uma estratégia terrorista.”

De acordo com o filho do presidente Jair Bolsonaro, países que promoveram campanhas de desarmamento foram tomados por ditaduras na sequência, ou ditaduras que se instalaram desarmaram a população.

O deputado do PSL completou:

“Todo país democrático não se preocupa com seu povo armado. A preocupação tem que ser com os bandidos armados e, para isso, o desarmamento não ajudou em nada.”

- PUBLICIDADE -
Error: Embedded data could not be displayed.
TÓPICOS
COMPARTILHE
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no telegram
Compartilhar no reddit
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email
VEJA TAMBÉM
Error: Embedded data could not be displayed.