Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch
Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch

Eduardo fala em parceria com EUA contra crimes financeiros de ditaduras

Eduardo fala em parceria com EUA contra crimes financeiros de ditaduras
COMPARTILHE

Em visita à Casa Branca, o deputado federal Eduardo Bolsonaro defendeu congelamento de bens de cubanos e venezuelanos.

Após se reunir com assessores do Conselho Nacional de Segurança da Casa Branca, o deputado Eduardo Bolsonaro, filho do presidente eleito Jair Bolsonaro, afirmou que estuda parcerias com os Estados Unidos para pesquisar crimes financeiros das “ditaduras venezuelana e cubana”.

De acordo com ele, há instrumentos de investigação do Brasil que dentro da chamada Convenção de Palermo contra o crime organizado podem ser usados contra Cuba e Venezuela.

Caminhando diante da Casa Branca, Eduardo Bolsonaro afirmou:

Existem diversos instrumentos que o Brasil por anos, de maneira proposital, não levou a sério. São instrumentos que estão à mão. O juiz Sérgio Moro sabe melhor do que ninguém sobre lavagem de capitais, combate ao crime organizado, convenção de Palermo. E junto com a equipe do embaixador Ernesto Araújo, tem muita coisa nessa área.

E acrescentou:

Se você for congelar tudo aquilo que remete e passa pelas ditaduras cubana e venezuelana, pode dar um calote muito grande nesses ditadores.

 

Adaptado da fonte Globo

PUBLICIDADE

TÓPICOS
COMPARTILHE
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram

Comentários_

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião da RenovaMídia.

Ao comentar você concorda com nossos termos de uso e política de privacidade.

Assinar
Notificar quando
guest
0 Comentários
Feedbacks em linha
Ver todos os comentários

PUBLICIDADE