Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch
Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch
- PUBLICIDADE -

Eduardo quer fundo partidário do PSL na Aliança pelo Brasil

Tarciso Morais

Tarciso Morais

Eduardo quer fundo partidário do PSL na Aliança pelo Brasil
COMPARTILHE

“O injusto é você ter sido eleito, sair do partido e ficarem tão poucos deputados no PSL”, afirmou Eduardo.

O deputado federal Eduardo Bolsonaro afirmou que é uma questão de justiça os dissidentes do Partido Social Liberal (PSL) levarem sua parte do fundo partidário para a “Aliança pelo Brasil”, sigla que o presidente da República, Jair Bolsonaro, quer criar até no máximo abril de 2020.

Ao deixar uma reunião de uma hora na liderança do governo, Eduardo, que é o líder do PSL na Câmara dos Deputados, declarou:

“Se trouxer o fundo é bom por uma questão de justiça, porque o injusto é você ter sido eleito, sair do partido e ficarem tão poucos deputados no PSL e eles terem esse fundo todo à disposição deles.”

Segundo o jornal Folha de S.Paulo, Eduardo apontou, no entanto, que o lado positivo de sair sem os recursos é atrair “pessoas que são mais conectadas” com a agenda do presidente Bolsonaro:

“Você afasta um pouco aquele perfil de político, principalmente de candidato, que só vai para o partido que tem fundo eleitoral, que não é nosso objetivo. Nosso objetivo é ter um alinhamento com pessoas.”

- PUBLICIDADE -
TÓPICOS
COMPARTILHE
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no telegram
Compartilhar no reddit
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email
VEJA TAMBÉM