PUBLICIDADE. ANUNCIE AQUI!

Egito executa 9 jihadistas envolvidos com homicídio

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
Compartilhar no email
PUBLICIDADE. ANUNCIE AQUI!

Autoridades do Egito executaram nove jihadistas condenados pelo assassinato do promotor-chefe do país.

Os homens estavam entre um grupo de 28 pessoas que foram condenadas à morte no caso em 2017.

O promotor público Hisham Barakat foi morto em um ataque com carro-bomba em seu comboio na cidade do Cairo, em 2015.

O Egito colocou a culpa pelo homicídio em extremistas do grupo terrorista Hamas e da Irmandade Muçulmana. Ambos os grupos negaram envolvimento no ocorrido.

O jornal egípcio El Watan disse que as execuções dos nove jihadistas foram realizadas na manhã desta quarta-feira (20).

Abdel Fattah al-Sisi, que foi eleito presidente em 2014 e reeleito em 2018, afirmou que está trabalhando para trazer estabilidade e segurança ao Egito, registra a agência Reuters.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE. ANUNCIE AQUI!

TÓPICOS

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
Compartilhar no email
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE. ANUNCIE AQUI!
PUBLICIDADE. ANUNCIE AQUI!

Encontrou um erro?

Para comunicar um erro de português, de informação ou técnico, preencha o formulário abaixo.