Egito executa 9 jihadistas envolvidos com homicídio

Idiomas:

Português   English   Español
Egito executa 9 jihadistas envolvidos com homicídio
TARCISO MORAIS
TARCISO MORAIS
Fundador e editor-chefe da RENOVA Mídia.

Autoridades do Egito executaram nove jihadistas condenados pelo assassinato do promotor-chefe do país.

Os homens estavam entre um grupo de 28 pessoas que foram condenadas à morte no caso em 2017.

O promotor público Hisham Barakat foi morto em um ataque com carro-bomba em seu comboio na cidade do Cairo, em 2015.

O Egito colocou a culpa pelo homicídio em extremistas do grupo terrorista Hamas e da Irmandade Muçulmana. Ambos os grupos negaram envolvimento no ocorrido.

O jornal egípcio El Watan disse que as execuções dos nove jihadistas foram realizadas na manhã desta quarta-feira (20).

Abdel Fattah al-Sisi, que foi eleito presidente em 2014 e reeleito em 2018, afirmou que está trabalhando para trazer estabilidade e segurança ao Egito, registra a agência Reuters.

Newsletter RENOVA

Receba diariamente as últimas notícias do Brasil e do Mundo.

Curta, siga e compartilhe...

Share on whatsapp
Share on telegram
Share on google
Share on pinterest
Share on linkedin
Share on email
SIGA A RENOVA NO TWITTER

Deixe seu comentário...

Veja também...