Português   English   Español

“Ele Não” é um movimento da elite esquerdista do Brasil

Twitter
WhatsApp
Facebook
Google+
LinkedIn
Pinterest

Levantamento feito entre manifestantes anti-Bolsonaro que foram ao Largo da Batata, em São Paulo, no sábado (29), indica que eles tinham composição homogênea, com maioria de esquerda, branca e com escolaridade e renda elevadas.

Milhares de pessoas foram as ruas em várias cidades do Brasil, sob a bandeira do movimento feminista “Ele Não”.

Apesar da narrativa de que o movimento abarcou mulheres de todas as classes e estratos sociais, os apoiadores do movimento contra o candidato Jair Bolsonaro (PSL) fazem parte de um grupo bastante privilegiado.

Segundo levantamento realizado pelo Grupo de Pesquisa em Políticas Públicas para o Acesso à Informação da USP (Universidade de São Paulo) adiantado com exclusividade à BBC News Brasil, a maioria dos presentes era de esquerda, branca e com escolaridade e renda elevadas.

Segundo informações de O Antagonista:

Os manifestantes do #EleNão eram brancos, ricos e de esquerda.

O estudo da USP mostrou que 57% dos entrevistados tinham renda familiar de cinco a dez salários mínimos e outros 26% disseram ganhar mais de dez salários mínimos.

Além disso, 86% do público estava cursando a faculdade ou já tinha diploma de curso superior.

Um dos responsáveis pela pesquisa, o filósofo da USP Pablo Ortellado, disse que o perfil da manifestação lembra o movimento que ocorreu nos Estados Unidos em 2016 contra Donald Trump, que acabou vencendo a eleição.

“A reação lá também partiu de um grupo que já era oposição a ele. Aqui, foi uma forte expressão de rejeição de quem já rejeitava Bolsonaro”, destacou o membro da USP.

Ainda citando O Antagonista:

Segundo o levantamento, 80% se identificaram como de esquerda e 8% como de centro-esquerda. Apenas 1% se identificou como de direita. O mesmo percentual apontou ser de centro-direita (1%) e de centro (1%).

Percentuais elevados também disseram ser ‘nada conservador’ (76%) e ‘nada antipetista’ (75%).

Os protestos liderados por mulheres geraram poderosa reação por parte dos apoiadores de Bolsonaro.

Atos a favor do candidato do PSL, que contaram com milhares de pessoas, foram realizados em centenas de cidade do Brasil, conforme cobertura feita pela Renova Mídia.

Twitter
WhatsApp
Facebook
Google+
LinkedIn
Pinterest

Deixe seu comentário

Veja também...

Anunciante
e-consulters
Parceiro

Assine nossa Newsletter!

Preencha o formulário para assinar.

Nome Email
newsletter

Últimas publicações