Português   English   Español

Eleição na Flórida terá segunda recontagem manual

Mais de uma semana depois das eleições de meio de mandato dos Estados Unidos, o estado da Flórida ainda não apresentou resultados definitivos.

Dois dos principais cargos eletivos da Flórida ainda não foram definidos. Mergulhado em um atoleiro de demandas e apelações, o Estado precisará de uma segunda contagem manual.

Não é a primeira vez que o estado do sudeste dos Estados Unidos chama a atenção de todo o país por vitórias eleitorais apertadas e seu caótico sistema eleitoral: aconteceu no ano 2000, quando o republicano George W. Bush venceu por mais de 500 votos seu adversário democrata, Al Gore, sendo eleito presidente depois de manter o país em suspense.

Nesta quinta-feira (15) venceu o prazo que as autoridades eleitorais tinham para entregar os resultados de uma recontagem dos votos, que começou no sábado depois de não ter sido possível definir vencedores nas disputas pelo governo do estado, por um assento no Senado federal e outros postos locais nas eleições de 6 de novembro.

Por enquanto, o republicano Ron DeSantis, favorito do presidente Donald Trump, está no limiar da vitória à frente de seu adversário, o democrata Andrew Gillum, com uma diferença de 0,4%.

Outros dois postos, entre eles o de senador, continuavam tendo estreitas margens de vitória (inferiores a 0,25%), que o secretário de Estado da Flórida, Ken Detzner determinou nesta quinta uma recontagem manual cujos resultados devem ser entregues no domingo.

 

Adaptado da fonte AFP

Deixe seu comentário...

Veja também...

Newsletter Renova!

Preencha o formulário para assinar nossa newsletter.

Nome Email
newsletter