- PUBLICIDADE -

Eleição nos EUA vira teste mundial para a extrema esquerda

Eleição nos EUA vira teste mundial para a extrema esquerda

Uma vitória de Biden é tudo o que a extrema esquerda mundo afora deseja.

- PUBLICIDADE -

A madrugada de terça-feira para quarta será longa em muitas partes do planeta Terra

Pelas diferentes capitais da Ásia, América Latina e Europa, grupos com distintas religiões e histórias acompanharão a apuração das eleições nos Estados Unidos com ansiedade. 

E, para muitos desses segmentos da sociedade, de fato a eleição pode definir o rumo de seus movimentos, principalmente os grupos da extrema esquerda.

Organizações radicais como Black Lives Matter e Antifa devem ficar ainda mais poderosas com uma possível vitória do candidato democrata Joe Biden.

Com a queda do seu rival Donald Trump, o regime comunista da China deve expandir ainda mais seus tentáculos pela região do Mar do Sul, onde disputa a soberania territorial com diversas outras nações.

Os radicais comunistas em Cuba também torcem para uma derrota de Trump, acreditando que Biden pode retornar as políticas amigáveis da gestão do ex-presidente Barack Obama.

Aqui no Brasil, os radicais de esquerda torcem pela derrota de Trump, mesmo com Biden ameaçando claramente a nossa soberania na Amazônia.

A extrema esquerda mundo afora está roendo as unhas. Uma vitória de Biden é tudo o que eles sonham. O mundo como conhecemos seria capaz de resistir?

PUBLICIDADE

- PUBLICIDADE -

TÓPICOS
COMPARTILHE
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit

- PUBLICIDADE -

- PUBLICIDADE -

- PUBLICIDADE -