Eleição secreta no Senado após Toffoli derrubar liminar

Português   English   Español
Eleição secreta no Senado após Toffoli derrubar liminar
TARCISO MORAIS
TARCISO MORAIS
Fundador e editor-chefe da RENOVA Mídia

O presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), Dias Toffoli, decidiu nesta quarta-feira (9) manter votação secreta para a eleição da Mesa do Senado.

Dias Toffoli derrubou a decisão do ministro Marco Aurélio Mello, que em dezembro determinou votação aberta na eleição que definirá a liderança do Senado, marcada para o início de fevereiro.

Ao decidir sobre o caso, Toffoli atendeu a pedido do próprio Senado.

O presidente do STF entendeu que a votação para comando das Casas é questão interna e deve ser definida pelos parlamentares, registra o “G1“.

Para o ministro, uma decisão individual não pode alterar o modelo da eleição sem que o caso seja discutido no plenário do Supremo.

Com as decisões do presidente do Supremo, não será possível saber após a eleição em quem cada parlamentar votou para o comando das Casas.

SIGA A RENOVA

Compartilhe...

Share on whatsapp
Share on google
Share on pinterest
Share on linkedin
Share on email

Deixe seu comentário...

Veja também...