Elemento extraterrestre é identificado em rochas no fundo do oceano

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
Compartilhar no email

Eventos cósmicos violentos podem ser os responsáveis pelo elemento extraterrestre.

Um raro isótopo radioativo de origem extraterrestre foi encontrado por cientistas no fundo do Oceano Pacífico.

Após estudarem rochas coletadas a 1,5 mil metros de profundidade, os pesquisadores descobriram vestígios do elemento plutônio-244.

A descoberta está registrada em um estudo publicado na revista Science na última sexta-feira (14).

Os vestígios de plutônio foram localizados em associação com isótopos de ferro-60, que também são radioativos. 

Os especialistas acreditam que os dois elementos são resultado de eventos cósmicos violentos que ocorreram milhões de anos atrás no espaço sideral.

Em um comunicado, Anton Wallner, líder do estudo, comentou:

“A história é complicada — possivelmente este plutônio-244 foi produzido em explosões de supernova ou pode ter sobrado de um evento muito mais antigo, mas ainda mais espetacular, como a detonação de uma estrela de nêutrons.”

Ao avançar os estudos, os cientistas concluíram que o plutônio-244 encontrado no fundo do mar provavelmente veio de duas ou mais supernovas relativamente próximas à Terra, ambas a cerca de 150 a 350 anos-luz de distância.

Wallner, que é professor da Universidade Nacional da Austrália, completou:

“Nossos dados podem ser a primeira evidência de que as supernovas realmente produzem plutônio-244. Ou talvez o isótopo já estivesse no meio interestelar antes da supernova explodir, e foi empurrado através do Sistema Solar junto com o material ejetado da supernova.”

TÓPICOS

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
Compartilhar no email

Newsletter

Receba as principais notícias do dia, assine nossa newsletter gratuita.