- PUBLICIDADE -

Elenco de ‘Chaves’ lamenta fim da transmissão da série

Elenco de 'Chaves' lamenta fim da transmissão da série
Foto: Reprodução
- PUBLICIDADE -

Quantos risos, gargalhadas, piadas e emoções esse set de gravação viveu e compartilhou conosco?

O set de gravação de “Chaves” está vazio.

Quantos risos, gargalhadas, piadas e emoções esse set de gravação viveu e compartilhou conosco?

Aqui no Brasil desde 1984, e, durante 36 anos (!!) através do SBT, a decorada musiquinha “Chaves, Chaves, Chaves” soava em nossas cabeças todos os dias, todas as horas. Sabíamos de antemão que a alegria estava chegando e deixaria nossos momentos seguintes mais leves e sorridentes.

O episódio da praia, onde todos os personagens se reúnem ao redor de uma fogueira ao cair da noite e vão se despedindo um por um, por exemplo, foi emocionante e comovedor. 

Foto: Reprodução/YouTube

De onde veio o nome ‘Chespirito’?

Um diretor, Agustin Delgado, gostava da maneira de como Roberto Bolaños escrevia e o chamava de pequeno Shakespeare.

Bolaños, agradecido, adotou então o apelido de ‘Chespirito’, nome com o qual ficou eternamente conhecido.

Quem conhece Bolaños somente por suas interpretações como “Chaves”, “Chapolin Colorado”, “Chompiras”, “Dr. Chapatín”, “Chambón” e outras mais, não sabe que ele também foi engenheiro, ator, cantor, compositor, desenhista, escritor, humorista, pintor, poeta, produtor, publicitário, diretor, dramaturgo e roteirista.

Roberto Bolaños, o “Chespirito”

Chaves saiu do ar recentemente

Há quase um ano, – 31 de julho para ser mais preciso -, fomos proibidos de rir assistindo as confusões e traquinagens provocadas pelo Chaves e sua trupe.

A licença pelo uso das imagens dos seriados de Roberto Gómez Bolaño expirou e a Televisa não renovou o contrato.

Roberto Gómez Fernández, filho de Chaves (como o conhecemos melhor), lamentou o fim do contrato, e publicou a seguinte mensagem em sua conta do Twitter:

“Embora tristes com a decisão, minha família e eu esperamos que o Chespirito em breve esteja nas telas do mundo. Continuaremos a insistir e tenho certeza de que o conseguiremos.”

Foto: Reprodução/Televisa

Reação do elenco ao “fim” de Chaves

A família tem os direitos para comercializar a imagem de todos os personagens”, explicou Edgar Vivar, intérprete do “Senhor Barriga”.

A Televisa era proprietária dos direitos de uso dos personagens somente até 31 de julho de 2020, mas é proprietária de todos os episódios gravados.

312 no total.

Vivar disse que a Televisa “não quis ou não pode” chegar a um acordo com o Grupo Chespirito (encabeçado pelos filhos do comediante) para renovar os direitos, e essa foi a razão pela qual deixou-se de transmitir em todo o mundo os episódios de Chaves ou El Chavo del 8, como era conhecido nos países de língua espanhola.

Parte do elenco de El Chavo del 8

Com isso, agora, qualquer emissora ou produtora pode fazer uma proposta aos herdeiros de Chespirito para adquirir os direitos sobre os personagens e possíveis produtos derivados dos programas.

Dona Florinda foi menos diplomática e falou o que todos – até hoje – se perguntam:

“Acho que agora, quando o mundo mais precisa de diversão, fazer isso é uma agressão às pessoas. Além disso, vai contra os próprios interesses comerciais, porque neste momento queremos ver tudo o que nos faça lembrar um mundo que era melhor. Chaves é um programa cult. Faz parte do DNA dos latinos, carregamos o Chaves em nossa memória genética. Tentar eliminá-lo é uma medida pouco inteligente.”

A eterna mãe de “Quico” completou:

“É triste ver como, em sua própria casa, aquela à qual você deu milhões de dólares, é onde eles menos te valorizam”, disse em relação à Televisa, embora sem citar diretamente o nome da empresa. Nunca pensei que fosse acontecer comigo, mas pela primeira vez encontro um motivo para dizer: … que bom que o meu Rober não está mais neste mundo! Esse ato incompreensível chuta sua memória e o que ele mais respeitava: o público.”

Quico e Dona Florinda | Foto: Reprodução/YouTube

O neto de “Seu Madruga” foi mais incisivo: 

“Que o humor branco descanse em paz! eles finalmente conseguiram desligar o riso de jovens e velhos, eles finalmente conseguiram garantir que as famílias não tenham um programa que possam assistir, sem vulgaridade ou imoralidade, tanto a criança de 1 ano como o avô de 80 anos. O egoísmo triunfou!”

A bem da verdade, a fama conseguida fez com que, após certo tempo, o relacionamento entre eles se deteriorasse. Brigas, processos judiciais, desacordos passaram a ser uma constante entre os atores. 

Mas, felizmente, essas pendengas todas não atingiram os personagens.  

E todos que crescemos nos divertindo com as bagunças da turma, somos unânimes em repetir que começamos a gostar do Chaves assim: 

“Foi sem querer, querendo …“

Fontes: Infobae; Chespirito; Ozonotv; Hypeness; Srzd; SBT - Sistema Brasileiro de Televisão
PUBLICIDADE
- PUBLICIDADE -

TÓPICOS

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
- PUBLICIDADE -
- PUBLICIDADE -
- PUBLICIDADE -