Elite de Hollywood descontrolada com indicação de Trump ao Supremo

A elite de Hollywood reagiu com pura raiva e indignação, na noite de segunda-feira, após o presidente Donald Trump anunciar o juiz Brett Kavanaugh à Suprema Corte.

O diretor da Marvel, Joss Whedon, advertiu que “considerar esta nomeação consolidará a primeira ditadura americana”.,

O ator Ron Perlman presumiu que o juiz Kavanaugh conduzirá a América de volta aos “valores medievais” e compara a indicação de Trump com a violenta lei de Sharia do Islamismo.

O magistrado Brett Kavanaugh é amplamente respeitado nos Estados Unidos. Um juiz originalista com um currículo impecável e credenciais boas o bastante para afastar qualquer possibilidade de que a nomeação seja impedida no Senado.

Este perfil deixou a elite artística de Hollywood descontrolada. Afinal, o viés conservador de Kavanaugh transformará a Suprema Corte dos Estados Unidos por vários anos.

Abaixo você encontra exemplos de outros artistas desesperados com a indicação do presidente Donald Trump.

“Este país não pode suportar uma justiça na Suprema Corte que provavelmente apoiará o extremo lobby das armas”, atriz Juliane Moore.

“Autocracia, aqui vamos nós!”, diretor Rob Reiner.

“Um senador uma vez chamou Brett Kavanaugh de ‘o Forrest Gump da política republicana'”, apresentador Stephen Colbert.

“Ele deve ser parado”, diretor e ativista Michael Moore.

Traduzido e adaptado de Breitbart
Tarciso Morais
Tarciso Morais
Fundador e editor-chefe da RENOVA Mídia