- PUBLICIDADE -

Em 2016, Senado ignorou STF e manteve Calheiros na Presidência

Em 2016, Senado ignorou STF e manteve Calheiros na Presidência

- PUBLICIDADE -

Em dezembro de 2016, a Mesa Diretora do Senado decidiu não obedecer a decisão liminar do ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Marco Aurélio Mello, e manter Renan Calheiros (PMDB-AL) na presidência do Senado.

A decisão da cúpula do Senado foi comunicada em carta divulgada à imprensa e foi assinada também pelo substituto imediato de Renan Calheiros, o senador Jorge Viana (PT-AC), primeiro vice-presidente do Senado na época.

Na madrugada deste sábado, dia 2 de fevereiro de 2019, o presidente do STF, Dias Toffoli, ignorou a posição de 50 senadores e determinou que a eleição para presidência do Senado seja feita através do voto secreto.

Muitos parlamentares aparentam estar dispostos a ignorar a decisão de Toffoli, mas já estão sendo alvos de ameaças, conforme noticiou a RENOVA.

PUBLICIDADE

- PUBLICIDADE -

TÓPICOS
COMPARTILHE
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit

- PUBLICIDADE -

- PUBLICIDADE -

- PUBLICIDADE -