Em busca de dinheiro, Maduro presta reverência ao comunista Mao

Idiomas:

Português   English   Español
Tarciso Morais
Tarciso Morais
Fundador e editor-chefe da RENOVA Mídia.

Em visita a Pequim, o ditador venezuelano Nicolás Maduro prestou uma eloquente homenagem, nesta sexta-feira (14), ao comunista Mao Tsé-Tung, reverenciando o corpo mumificado do líder chinês.


Maduro, que foi buscar ajuda para seu país mergulhado em uma profunda crise, iniciou sua estada na China com a visita ao mausoléu de Mao, um colossal edifício no centro da praça Tiananmen, diante do qual se inclinou três vezes.

“Eu me senti muito comovido, porque realmente é recordar de um dos grandes fundadores do que já é o século XXI multipolar”, um “gigante da pátria humana” e “um gigante das ideias revolucionárias”, disse Nicolás Maduro, em declarações divulgadas pela rede venezuelana VTV.

Poucos dirigentes estrangeiros visitaram o mausoléu de Mao, cujo poder de 1949 até sua morte em 1976 foi marcado por milhões de mortos, pela fome do “Grande Salto Adiante” e pela repressão e violência da “Revolução Cultural”.

O ex-ditador cubano Raúl Castro foi o último a passar pelo monumento, em 2005.

Maduro também elogiou o atual presidente chinês, Xi Jinping, e saudou seu slogan de “destino comum da humanidade”.

A reverência ao líder comunista chinês rendeu frutos ao ditador da Venezuela.  Foram assinados vários acordos de cooperação estratégica nos setores de petróleo, mineração, economia, segurança, tecnologia e saúde.

“Hoje estão sendo assinados 28 acordos que ratificam o caminho do desenvolvimento compartilhado dos investimentos para tornar realidade o crescimento de nossas empresas mistas”, disse Maduro em discurso em Pequim.

Entre os acordos, assinados junto com o chanceler chinês e conselheiro de Estado, Wang Yi, se destacam a concessão de 9,9% das ações da empresa mista petrolífera Sinovensa, e a assinatura de um memorando de entendimento para o desenvolvimento das empresas de hidrocarbonetos Petrourica e Petrozumano.

 

Adaptado da fonte RFI | EFE

Curta e compartilhe...

Share on whatsapp
Share on telegram
Share on pinterest
Share on linkedin
Share on reddit
Share on vk

Deixe seu comentário...

A RENOVA Mídia não se responsabiliza pelo conteúdo, opiniões e comentários dos visitantes do site. NÃO publique ofensas, discordar não é ofender. Caso encontre algum material com ofensas, denuncie. Lembre-se que ao comentar em nosso portal você concorda com estes Termos de Uso.

Veja também...