- PUBLICIDADE -

Em combate ao radicalismo islâmico, França fecha mesquita

Em combate ao radicalismo islâmico, França fecha mesquita

Em guerra contra o radicalismo islâmico, autoridades francesas fecham mesquita.

- PUBLICIDADE -

Três dias após a decapitação do professor Samuel Paty, o governo da França fechou, nesta segunda-feira (19), uma mesquita no departamento de Seine-Saint-Denis, ao noroeste de Paris.

O ministro do Interior, Gérald Darmanin, informou que a página no Facebook da mesquita divulgou um vídeo de uma aula do professor assassinado sobre as caricaturas de Maomé.

O diretor do templo chegou a escrever na rede social Facebook que “este professor deveria ser intimidado”, fornecendo o endereço da escola.

Darmanin acrescentou que, desde o assassinato de Samuel Paty, que ensinava História e Geografia em uma escola do ensino médio, “mais de 80 investigações” foram abertas contra “todos aqueles que, de forma apologética, disseram de uma forma ou de outra que esse professor tinha buscado [o assassinato]”, destaca a agência France-Presse.

PUBLICIDADE

- PUBLICIDADE -

TÓPICOS
COMPARTILHE
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit

- PUBLICIDADE -

- PUBLICIDADE -

- PUBLICIDADE -