Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch
Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch

Em depoimento à PF, Carlos nega ataques a instituições

Tarciso Morais

Tarciso Morais

Carlos Bolsonaro amanhece fora das redes sociais
COMPARTILHE

O filho do presidente Bolsonaro foi ouvido na condição de testemunha.

Carlos Bolsonaro (Republicanos), vereador do Rio de Janeiro, afirmou à Polícia Federal (PF) não ter produzido ou divulgado conteúdos promovendo ataques ao Supremo Tribunal Federal (STF), ao Congresso Nacional ou aos seus integrantes.

Carlos concedeu depoimento no dia 10, no Rio, no inquérito que apura a organização e o financiamento de supostos atos antidemocráticos. 

De acordo com documento da PF ao qual o jornal Estadão teve acesso, Carlos também negou utilizar “robôs” para promover postagens:

“Perguntado se se utilizou de robôs para impulsionamento de informações em redes sociais envolvendo memes ou trabalhos desenvolvidos pelo governo federal, respondeu que ‘jamais fui covarde ou canalha ao ponto de de utilizar robôs e omitir essa informação’.”

De acordo com outro trecho do termo de depoimento de Carlos:

“Perguntado se já produziu ou repassou mensagem ou material (documento, meme, fotografias, vídeos etc.) com conteúdo que promovesse, incitasse ou exaltasse o desrespeito a ordens judiciais ou a posicionamentos públicos de parlamentares por meio de atos coercitivos (violência ou ameaça), respondeu que nunca produziu ou repassou tais conteúdos.”

- PUBLICIDADE -
TÓPICOS
COMPARTILHE
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram