Português   English   Español

Em encontro com cardeal, Bolsonaro sai em defesa da família

O candidato do PSL à Presidência da República, Jair Bolsonaro, visitou nesta quarta-feira (17) o cardeal dom Orani Tempesta, arcebispo do Rio de Janeiro.

Em vídeo gravado após o encontro, o candidato do PSL disse que “assinou” com o bispo um compromisso “em defesa da família, em defesa da inocência da criança em sala de aula, em defesa da liberdade das religiões, contrário ao aborto, contrário à legalização das drogas”.

Jair Bolsonaro (PSL) acrescentou, conforme noticiado por O Antagonista:

Ou seja, um compromisso que está no coração de todo brasileiro de bem.

Um ex-assessor da CNBB, que trabalhou na conferência por três anos, disse a O Antagonista que os esquerdistas são mais “barulhentos”, mas são minoria entre os cerca de 360 bispos que atuam no Brasil.

Os esquerdistas — a maioria ainda bastante saudosista da era Lula — é liderada por dom Leonardo Steiner, secretário-geral desde 2011 e anfitrião, por exemplo, da visita que Fernando Haddad fez à CNBB na semana passada, provocando uma “reação conservadora” na Igreja Católica.

Entre os que, nos bastidores, declaram voto no candidato do PSL neste segundo turno da corrida presidencial, há poucos “bolsonaristas”. São, em geral, religiosos que rejeitam o antigo sistema lulopetista, principalmente porque constataram que a narrativa da esquerda “deturpa valores cristãos” e “alimenta um assistencialismo barato”.

Deixe seu comentário

Veja também...