Português   English   Español

Em entrevista, Haddad evita criticar ditadura da Venezuela

Em entrevista na manhã desta quarta-feira (10) a jornalistas estrangeiros, o candidato do PT ao Planalto ficou em uma saia justa.

O presidenciável Fernando Haddad (PT) foi questionado se considera o partido da sua vice, o Partido Comunista do Brasil (PC do B), e a Venezuela democráticos.

Conforme noticiado por O Antagonista, claramente nervoso com o questionamento, o poste de Lula desconversou e partiu para o ataque contra o seu adversário Jair Bolsonaro (PSL):

Essa pergunta você deveria dirigir a quem defende a ditadura, a tortura e a cultura do estupro, ao meu adversário.

Sobre a ditadura socialista de Nicolás Maduro, o petista evitou criticar o aliado do seu partido:

O papel do governo é de líder do continente. Devemos ajudar os países que estão com problema a encontrar o caminho do fortalecimento da soberania nacional e da soberania popular. Não precisamos tomar partido, não precisamos de base militar, não precisamos declarar guerra a vizinho nenhum.

Tanto o PT quanto o PC do B são defensores e apoiadores públicos da ditadura da Venezuela.

Deixe seu comentário...

Veja também...

Newsletter Renova!

Preencha o formulário para assinar nossa newsletter.

Nome Email
newsletter