Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch
Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch

Em meio aos protestos, Hong Kong entra em recessão

Tarciso Morais
Tarciso Morais
Fundador e editor-chefe da RENOVA Mídia
Em meio aos protestos, Hong Kong entra em recessão

“O impacto [dos protestos] em nossa economia é abrangente”, disse o responsável pela finanças em Hong Kong.

Após cinco meses de protestos contínuos, a economia de Hong Kong entrou em recessão e dificilmente terá algum crescimento neste ano.

A informação foi confirmada por Paul Chan, secretário das Finanças do território semi-autônomo.

“O impacto [dos protestos] em nossa economia é abrangente”, disse ele, segundo a agência Reuters.

Chan acrescentou que uma estimativa preliminar do produto interno bruto (PIB) do terceiro trimestre feita na quinta-feira mostrou dois trimestres sucessivos de contração — a definição técnica de uma recessão.

Ele também disse que será “extremamente difícil” alcançar a previsão governamental pré-protestos de crescimento econômico anual de até 1%.

Compartilhe

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no telegram
Compartilhar no reddit
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email