Português   English   Español

Em transmissão ao vivo, Bolsonaro alerta para risco PT

O candidato do PSL à Presidência da República, Jair Bolsonaro, surpreendeu neste domingo (16) após, com autorização dos médicos, fazer uma transmissão ao vivo pelas redes sociais.

O pronunciamento – o primeiro desde que foi alvo de atentado em Juiz de Fora (MG) – aconteceu por volta das 17h e durou cerca de 10 minutos.

Ainda muito debilitado, Bolsonaro agradeceu à família e à equipe médica que tem liderado seu tratamento. Ele concentrou sua fala na defesa do voto impresso para “evitar fraudes” nas eleições e nos ataques ao Partido dos Trabalhadores.

Bolsonaro teceu duras críticas ao ex-presidente Lula, chamado por ele apenas de “o presidiário que está em Curitiba”.

Sugerindo que o PT pode estar ligado a uma tentativa de fraudar as eleições nas urnas eletrônicas, Jair Bolsonaro declarou:

Com toda sua popularidade, toda sua possível riqueza, com todo seu tráfico junto a ditaduras do mundo todo que se auto-apoiam, em especial Cuba, ele aceitaria passivamente, bovinamente ir para a cadeia? Não tentaria uma fuga? Bem, se não tentou fugir obviamente tem um plano B.

O presidenciável do PT, Fernando Haddad, também não foi poupado das críticas:

Com o Haddad eleito presidente, acabou a democracia. Ele assina no minuto da posse o indulto do Lula. No minuto seguinte o nomeia Chefe da Casa Civil. Vocês da imprensa, sabem quem vai ser o ministro das Comunicações? Franklin Martins. Meus amigos das Forças Armadas, quem será o da Defesa?

Bolsonaro demonstrou esperança em deixar logo o hospital Alberte Einstein:

Em uma semana espero estar em casa conversando toda noite com vocês durante o horário eleitoral gratuito que dá para nós, juntos, salvarmos o Brasil. Não podemos continuar flertando com a Venezuela.

 

Adaptado da fonte Jovem Pan

Deixe seu comentário...

Veja também...

Newsletter Renova!

Preencha o formulário para assinar nossa newsletter.

Nome Email
newsletter