Português  English  Español

Apoie o jornalismo independente!

Em tribunal, Cristina Kirchner se compara a Lula na Argentina

Kirchner se compara a Lula
Tarciso Morais
Tarciso Morais
Fundador e editor-chefe da RENOVA Mídia.

A ex-presidente da Argentina, Cristina Kirchner, comparou nesta terça-feira (18) sua situação judicial com a do ex-presidente brasileiro, Luiz Inácio Lula da Silva.

Cristina Kirchner compareceu a uma sessão de julgamento no processo em que é acusada de lavagem de dinheiro em um esquema de corrupção envolvendo o empresário Lázaro Baez, um dos principais beneficiados por obras públicas durante os mandatos da atual senadora (2007-2015).

Na última segunda-feira (17), ela teve a prisão preventiva pedida pelo juiz Claudio Bonadío por ser considerada a “chefe” de uma “associação ilícita” que pedia subornos a empresários em troca de concessões de obras públicas, no caso conhecido como “cadernos da corrupção”.

Na sessão desta terça-feira (18), a ex-presidente entregou um comunicado ao juiz Sebastán Casanello, responsável pela condução do processo, que a acusa de expatriar de cerca de US$ 60 milhões entre 2010 e 2013 para, depois, trazer o dinheiro de volta ao país de forma lícita.

Há dez dias, foram feitas escavações em uma propriedade de Báez que tinham como objetivo encontrar o dinheiro e terminaram sem sucesso.

A senadora disse que “lamentavelmente, este fenômeno que vivemos tem um caráter regional na América Latina e foi qualificado pelo professor Luigi Ferrajoli, um dos expoentes mundiais do juspositivismo crítico, como uma agressão judicial à democracia. Neste sentido, as reflexões que formula o professor ao analisar a situação do Brasil com relação ao processo do presidente Lula, constituem uma descrição, mudando os nomes próprios, quase perfeita do que vem ocorrendo na Argentina”, afirmou, citando a “total falta de imparcialidade dos magistrados” e a “campanha da imprensa” como principais semelhanças entre os dois casos.

 

Adaptado da fonte IstoÉ

Compartilhe...

Share on whatsapp
WhatsApp
Share on telegram
Telegram
Share on linkedin
LinkedIn

Deixe seu comentário...

A RENOVA Mídia não se responsabiliza pelo conteúdo, opiniões e comentários dos visitantes do site. NÃO publique ofensas, discordar não é ofender. Caso encontre algum material com ofensas, denuncie. Lembre-se que ao comentar em nosso portal você concorda com estes Termos de Uso.

Veja também...