Português   English   Español

Embaixada no Panamá gera atrito entre China e EUA

Panamá é o novo ponto crítico da crescente presença da China na América Latina.

Os planos da China para construir uma nova embaixada no Panamá foram desarticulados depois que autoridades dos Estados Unidos pressionaram o presidente panamenho, Juan Carlos Varela, a retirar a oferta de um terreno de quatro hectares.

O governo do Panamá insiste que a decisão foi baseada em preocupações de segurança e ambientais, informa o jornal The Guardian.

No entanto, até o plano anterior de construir uma nova embaixada chinesa no tradicional distrito diplomático da Cidade do Panamá foi bloqueado por objeções de Washington.

Com isso, Pequim estabeleceu agora uma missão diplomática temporária em um bloco de escritórios.

O entrave entre as nações pode resultar em uma vitória temporária para a Casa Branca, mas ainda não há motivos para Donald Trump comemorar.

Neste fim de semana, o presidente chinês, Xi Jinping, chega ao Panamá para uma visita destinada a solidificar os laços com a nação centro-americana.

Deixe seu comentário...

Veja também...

Newsletter Renova!

Preencha o formulário para assinar nossa newsletter.

Nome Email
newsletter