Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch
Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch
- PUBLICIDADE -

Embaixador dos EUA em Pequim é convocado pela China

Tarciso Morais

Tarciso Morais

Trump anuncia acordo comercial preliminar entre EUA e China
COMPARTILHE

Pequim não está nada satisfeita com as sanções recentes aplicadas pelos EUA.

O regime comunista da China convocou, nesta quarta-feira (15), o embaixador dos Estados Unidos para prestar esclarecimentos sobre as sanções recentes impostas pelo governo Donald Trump.

As medidas foram tomadas por Washington devido aos efeitos nocivos da nova Lei de Segurança Nacional em Hong Kong

O Ministério das Relações Exteriores chinês também prometeu medidas recíprocas para “tutelar seus interesses legítimos”.

Em uma coletiva de imprensa, nesta terça-feira (14), Trump declarou:

“Hoje assinei a legislação e ordem executiva para que a China seja responsabilizada por suas ações opressivas contra o povo de Hong Kong. A liberdade lhes foi tirada, seus direitos lhes foram tirados.”

O chefe da Casa Branca assinou a lei de sanções para penalizar funcionários da China que aplicarem a nova Lei de Segurança Nacional na antiga colônia britânica, como noticiou a RenovaMídia.

- PUBLICIDADE -
Error: Embedded data could not be displayed.
TÓPICOS
COMPARTILHE
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no telegram
Compartilhar no reddit
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email
VEJA TAMBÉM
Error: Embedded data could not be displayed.