Português   English   Español

Emissora de TV é condenada por veicular fake news

Emissora de TV é condenada por veicular fake news

Em matéria de seu portal de notícias, emissora publicou, erroneamente, que jogador de futebol estava envolvido em práticas criminosas.

A Justiça de Minas Gerais decidiu que um jogador de futebol deve ser indenizado em R$ 15 mil pela Televisão Sul Minas S/A, por veiculação de notícia falsa no site da emissora.

No entendimento dos julgadores da Décima Quarta Câmara Cível do TJ-MG, a honra do atleta foi maculada pelo ocorrido. A decisão foi unânime.

Conforme relatou nos autos, o jogador teve seu nome e foto estampados na editoria de Esportes do site da empresa em publicação do dia 25 de abril de 2015. Na matéria, constava que ele fora detido por receptação ilegal de mercadorias.

O atleta, entretanto, alegou nunca ter se envolvido em atividades ilícitas ou respondido a um processo criminal. Nesse sentido, as informações seriam inverídicas.

O futebolista acionou a Justiça para que o veículo retirasse o conteúdo do ar e que também o indenizasse por danos morais, pois a matéria teria causado transtornos tanto em sua vida pessoal quanto profissional.

Condenada em primeira instância, a emissora recorreu. Segundo a empresa, a matéria foi produzida com base em informações fornecidas de forma equivocada pelo delegado de polícia que investigou o caso.

Adaptado da fonte Gazeta do Povo

Deixe seu comentário

Veja também...