Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch
Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch

Empresa da Suécia suspende compra de produtos do Brasil

Empresa da Suécia suspende compra de produtos do Brasil
COMPARTILHE

O empresário sueco lançou até uma hashtag de boicote aos alimentos brasileiros na rede social Instagram.

O empresário sueco Johannes Cullberg decidiu banir produtos do Brasil das prateleiras dos seus supermercados três meses colocando a culpa nos defensivos agrícolas.

Mais tarde, quando a histeria ambiental sobre as queimadas na Amazônia ganharam o noticiário internacional, o boicote ganhou ainda mais força.

Fundador da Paradiset, maior rede de produtos naturais do país, ele vendia itens como manga, castanhas, cacau, limão e água de coco de origem brasileira.

Mas decidiu parar de vender os produtos para não expor os clientes dos seus supermercados a mercadorias cuja produção usou defensivos agrícolas que são proibidos pelas leis suecas ou que pudessem ter colaborado com o desmatamento.

O empresário sueco lançou até uma hashtag de boicote aos alimentos brasileiros. No Instagram, há quase 200 publicações com a inscrição #BoycottBrazilianFood. Ele diz que os consumidores e outros empresários locais também têm se sensibilizado com o tema, informa o jornal Estadão.

PUBLICIDADE

TÓPICOS
COMPARTILHE
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram

Comentários_

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião da RenovaMídia.

Ao comentar você concorda com nossos termos de uso e política de privacidade.

Assinar
Notificar quando
guest
0 Comentários
Feedbacks em linha
Ver todos os comentários