Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch
Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch
- PUBLICIDADE -

Empresa da Suécia suspende compra de produtos do Brasil

Tarciso Morais

Tarciso Morais

Empresa da Suécia suspende compra de produtos do Brasil
COMPARTILHE

O empresário sueco lançou até uma hashtag de boicote aos alimentos brasileiros na rede social Instagram.

O empresário sueco Johannes Cullberg decidiu banir produtos do Brasil das prateleiras dos seus supermercados três meses colocando a culpa nos defensivos agrícolas.

Mais tarde, quando a histeria ambiental sobre as queimadas na Amazônia ganharam o noticiário internacional, o boicote ganhou ainda mais força.

Fundador da Paradiset, maior rede de produtos naturais do país, ele vendia itens como manga, castanhas, cacau, limão e água de coco de origem brasileira.

Mas decidiu parar de vender os produtos para não expor os clientes dos seus supermercados a mercadorias cuja produção usou defensivos agrícolas que são proibidos pelas leis suecas ou que pudessem ter colaborado com o desmatamento.

O empresário sueco lançou até uma hashtag de boicote aos alimentos brasileiros. No Instagram, há quase 200 publicações com a inscrição #BoycottBrazilianFood. Ele diz que os consumidores e outros empresários locais também têm se sensibilizado com o tema, informa o jornal Estadão.

- PUBLICIDADE -
TÓPICOS
COMPARTILHE
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no telegram
Compartilhar no reddit
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email
VEJA TAMBÉM