Empresa de cimentos da França acusada de financiar Estado Islâmico

A justiça da França acusou nesta quinta-feira (28) a empresa de cimentos Lafarge por financiamento terrorista e cumplicidade de crimes contra a humanidade.

A empresa francesa é acusada de ter financiado grupos terroristas como o Estado Islâmico (EI) em 2013 e 2014 para manter ativa uma fábrica na Síria.

‘A Lafarge SA, como pessoa moral, foi hoje acusada de violação de embargo, de pôr em risco a vida de terceiros, financiamento de um objetivo terrorista e cumplicidade de crimes contra a humanidade’, afirmaram à Agência Efe fontes judiciais.

A inculpação de uma empresa por estas acusações é um fato inédito.

A ONG Sherpa, que esteve na origem das acusações contra a companhia, afirmou que é a primeira vez que acontece no mundo um caso por cumplicidade de crimes contra a humanidade.

Os magistrados impuseram à Lafarge um controle judicial e a empresa terá que pagar uma fiança, indicaram as fontes, que não informaram a quantia.

A acusação da companhia se soma à de vários dos seus diretores, inclusive do ex-presidente Bruno Lafont.

 

Com informações de BOL
Tarciso Morais
Tarciso Morais
Fundador e editor-chefe da RENOVA Mídia