- PUBLICIDADE -

Empresário de Miami na mira do inquérito dos atos antidemocráticos

Empresário de Miami na mira do inquérito dos atos antidemocráticos

Jornal cita transferência de R$ 29 mil do empresário para fundador do Terça Livre.

- PUBLICIDADE -

Um empresário brasileiro sediado em Miami, nos Estados Unidos, é investigado pela Polícia Federal (PF) e pela Procuradoria-Geral da República (PGR) no âmbito do inquérito do Supremo Tribunal Federal (STF) sobre os atos antidemocráticos. 

A informação foi publicada, nesta terça-feira (23), pelo jornal O Globo. 

Segundo o jornal, o empresário chama-se João Bernardo Barbosa, dono da holding JBB Par Investments, que tem em seu portfólio empresas de tecnologia e alimentação. 

Após a quebra dos sigilos bancários autorizada pelo STF, a investigação encontrou transações financeiras suspeitas entre Barbosa e o jornalista Allan dos Santos, fundador do site Terça Livre

O jornal citou uma transferência de R$ 29 mil para a conta do jornalista.  

A partir das quebras de sigilo telemático, a PF também teria encontrado indícios em conversas pelo aplicativo de WhatsApp de que o empresário pagava fatura dos cartões de crédito de Allan dos Santos. 

No último domingo (21), como noticiou a RenovaMídia, o ministro do STF, Dias Toffoli, concedeu uma entrevista na qual apontou que a investigação “já identificou financiamento estrangeiro internacional a atores que usam as redes sociais para fazer campanhas contra as instituições, em especial o Supremo Tribunal Federal e o Congresso Nacional”. 

PUBLICIDADE

- PUBLICIDADE -

TÓPICOS
COMPARTILHE
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit

- PUBLICIDADE -

- PUBLICIDADE -

- PUBLICIDADE -