Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch
Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch

Empresário é condenado à morte na China por ‘corrupção e bigamia’

Empresário é condenado à morte na China por ‘corrupção e bigamia’
COMPARTILHE

Lai também trabalhou no Banco Central da China e em outras agências do regime.

O ex-presidente de um dos maiores conglomerados financeiros da China foi condenado, nesta terça-feira (5), à pena de morte por corrupção e por bigamia. 

Lai Xiaomin, ex-presidente do China Huarong Asset Managment, foi considerado culpado por ter recebido US$ 260 milhões em subornos e por ter vivido com mulheres fora de seu casamento e ter tido filhos com elas.  

De acordo com a decisão, os valores eram “extremamente elevados, as circunstâncias particularmente graves e com intenções extremamente danosas”. 

Lai é mais um alvo da intensa campanha anticorrupção iniciada pelo líder Xi Jinping contra membros do Partido Comunista Chinês (PCCh) e grandes empresários.  

De acordo com cálculos do próprio regime, mais de 1,5 milhão de membros da sigla foram punidos desde 2012.  

PUBLICIDADE

TÓPICOS
COMPARTILHE
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram

Comentários_

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião da RenovaMídia.

Ao comentar você concorda com nossos termos de uso e política de privacidade.

Assinar
Notificar quando
guest
1 Comentário
Feedbacks em linha
Ver todos os comentários
J4S0N7
J4S0N7
17 dias atrás

Com certeza terá os órgãos retirados e comercializados pelo PCC.

PUBLICIDADE