- PUBLICIDADE -

Empresário é condenado na França por oferecer cloroquina a funcionários

Empresário é condenado na França por oferecer cloroquina a funcionários
- PUBLICIDADE -

Magnata foi processado por exercício ilegal das profissões de farmacêutico e médico.

O empresário René Pich, de 80 anos, fundador de um importante grupo de empresas do setor químico da França foi condenado por um tribunal, na última quinta-feira (3), por ter oferecido comprimidos de cloroquina a seus funcionários durante a pandemia

O uso do remédio contra a infecção pelo novo coronavírus é proibido em território francês.

Pich, no entanto, comprou 1,2 mil tabletes do medicamento, produzidos na Índia, por meio de uma plataforma canadense na internet.

O magnata foi processado por exercício ilegal das profissões de farmacêutico e médico, aquisição ilícita de drogas, contrabando e porte de substâncias tóxicas.

Pleiteando sua liberação, os advogados de René Pich argumentaram que nenhum dos 1.350 funcionários franceses do grupo fez uso da cloroquina encomendada por Pich pela internet.

A argumentação não foi suficiente. Pich, que se encontra em conflito aberto com os sindicatos de trabalhadores há anos na França, foi condenado a uma multa de 50 mil euros — mais de R$ 300 mil.

As informações sobre o caso envolvendo o empresário francês condenado por comprar cloroquina para seus funcionários foram divulgadas, neste sábado (5), pela RFI em reportagem do jornal Folha.

PUBLICIDADE
- PUBLICIDADE -

TÓPICOS

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
- PUBLICIDADE -
- PUBLICIDADE -
- PUBLICIDADE -