Português   English   Español

Empresários surpresos após Bolsonaro rejeitar doações financeiras

O candidato do PSL à Presidência, Jair Bolsonaro, participou de café da manhã conduzido de forma quase secreta com 62 empresários paulistas, na sexta-feira (10).

A maioria dos presentes não permitiu que seu nome fosse divulgado, por basicamente estar sondando terreno com o atual líder das pesquisas eleitorais.

Ainda existe um certo receio em ser identificado como eleitor de Jair Bolsonaro. No entanto, na plateia, havia presidente de empresa aérea, dono de uma das maiores tecelagens do país, controlador de rede de serviços estéticos, atacadistas, varejistas.

O dono da varejista Centauro não pareceu incomoda em declarar seu voto no deputado federal logo após o fim da reunião.

O empresário Sebastião Bomfim Filho relatou:

O que mais impressionou foi quando perguntamos como poderíamos ajudar com a campanha. Ele disse: Não quero doação, se vocês puderem gastar sola de sapato para divulgar meu nome, ótimo.

Representando a fabricante de móveis Artefacto, Bráulio Bacchi foi na mesma linha ao afirmar:

É meu candidato. Em quase 40 anos em financeiro de empresas nunca vi um candidato não pedir dinheiro.

Segundo ele, Bolsonaro transmitiu a ideia de que “os melhores estarão nos melhores lugares”. “Está na hora de o Brasil ter empresários cuidando das coisas”, afirmou.

 

Adaptado da fonte Folha
Tarciso Morais

Tarciso Morais

Fundador e editor-chefe da RENOVA Mídia

Assine nossa newsletter...

Inscreva seu e-mail para receber atualizações diárias com as últimas notícias do Brasil e do mundo.

Fique tranquilo(a), assim como você, odiamos spam :) Você poderá remover seu e-mail a qualquer momento.

Deixe seu comentário...

Veja também...